Em 2015, a falta de chuvas obrigou o governo a criar outra forma de tarifação de eletricidade. Afinal, foi preciso acionar as termoelétricas, usinas que produzem energia por meio da queima de combustível. No entanto, em toda crise existe uma oportunidade — e quem decidiu abrir uma empresa de energia solar percebeu isso. 

Você já deve ter visto nos noticiários todas as vantagens ecológicas dessa alternativa energética, não é mesmo? Por essa razão, muitas empresas geradoras de eletricidade estão incentivando a produção de energia solar por firmas parceiras.

Ao mesmo tempo em que é muito complexo para o governo investir sozinho em energia solar, adaptar esse modelo de negócio para empresas menores é algo simples. Dessa forma, milhares de pessoas investem em uma opção rentável e o estado incentiva a geração de energia sem queima de combustíveis, beneficiando toda a sociedade.

É normal que surjam muitas dúvidas sobre esse assunto, que parece ser tão técnico. Mas não se preocupe: neste artigo esclareceremos 7 pontos principais para que você comece sua própria empresa. Então, boa leitura!

1. Estude o assunto

Não se trata de começar uma graduação, mas todo empreendedor deve dedicar um tempo para entender o básico sobre o seu produto e modelo de negócio.

Você já deve ter lido que o Brasil possui uma grande taxa de mortalidade empresarial, não é mesmo? Isso acontece, em parte, porque o empresário não se planeja de forma correta.

Por isso, é importante buscar parceria com companhias que ofereçam um treinamento adequado antes de abrir uma empresa de energia solar. Fuja de parceiros que não forneçam esse tipo de capacitação, uma vez que isso pode prejudicá-lo.

2. Conheça o valor do investimento

Não saber o quanto você precisará investir não é adequado no mundo dos negócios. Isso porque quem investe tem expectativas de lucros. Portanto, defina o quanto você pode aplicar e em quanto tempo espera obter retorno.

Logicamente, considere a liquidez de cada investimento. Assim como não se vende um imóvel do dia para a noite, ou como não se ganha dinheiro com ações em um piscar de olhos, abrir uma empresa de energia solar também precisará de um tempo do investidor para trazer receita.

Não há nenhum problema com isso, contanto que o investidor esteja ciente das características do negócio.

3. Conheça seu público-alvo

Abrir uma empresa de energia solar significa que você venderá o produto final para alguém. Por isso, precisará conhecer o perfil do seu cliente. A falta de informação compromete a criação de campanhas publicitárias e inviabiliza o marketing.

A boa notícia é que tudo isso fica mais fácil quando se trabalha como franqueado. Todos esses estudos são desenvolvidos com antecedência para comprovar a viabilidade econômica do negócio.

Dessa forma, o empreendedor economiza muito tempo e consegue iniciar as operações de sua empresa rapidamente. Essa agilidade é quase inexistente fora do modelo de franquias.

4. Desenvolva sua marca

Ter uma marca forte e respeitada no mercado em que se atua é a garantia para poder fazer bons negócios. Por isso, todos os detalhes devem ser analisados. Para quem não entende nada de marketing, publicidade, psicologia e administração, essa tarefa pode ser complicada.

Todos esses campos de conhecimento trabalham em conjunto na hora de criar uma marca de sucesso. A psicologia, por exemplo, oferece estudos que indicam qual a melhor cor para a sua marca. Já a publicidade mostra como se comunicar com seu público, enquanto o marketing estrutura as vendas.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Todo esse respaldo profissional requer investimento, mas ignorá-lo pode custar ainda mais caro. Essa é mais uma razão pela qual as franquias são a melhor opção para quem quer abrir uma empresa de energia solar.

Afinal, a franqueadora já oferece ao franqueado uma marca consolidada no mercado. Isso já é suficiente para trazer confiança ao empresário na hora de lidar com seus clientes.

5. Entenda o modo de trabalho

Abrir uma empresa de energia solar é um modelo de negócio moderno. Por isso, é possível empreender sem sair de casa, analisando os resultados por meio de softwares e focando as vendas em um modelo digital.

Paralelamente a isso, também existe a possibilidade de conversar com os clientes em centros comerciais ou em escritórios exclusivos. Entender essas características é muito interessante, pois demonstra que o empresário já sabe como venderá seu serviço.

Dessa forma, o valor de um aluguel comercial é economizado caso o empreendedor perceba que isso não é necessário. Novamente, esse tipo de informação já é oferecido por uma empresa franqueadora de confiança.

6. Ache bons fornecedores

O processo de compras é uma peça importante em qualquer empresa. Em grandes corporações, um erro do fornecedor pode iniciar um processo de recall do produto final, por exemplo.

Todavia, leva-se tempo para entender quais empresas são confiáveis, usam boas matérias-primas, possuem um bom setor de atendimento e oferecem as melhores formas de pagamento.

Ademais, como as placas de geração de energia elétrica são altamente tecnológicas, é importante saber se os fornecedores estão atualizados ou se comercializam produtos ultrapassados.

Por isso, vale a pena pesquisar os melhores parceiros comerciais antes de abrir uma empresa de energia solar.

7. Conheça os números do setor para abrir uma empresa de energia solar

Ao contrário de muitos outros mercados, o de geração de energia solar apresenta resultados animadores. A expectativa de movimentação financeira do setor é de R$ 100 bilhões até 2030.

Além disso, o Brasil é dos países que possui maior capacidade estratégica de geração de energia solar. Isso devido ao tamanho de seu território, áreas que podem ser exploradas e condições climáticas favoráveis.

Outro ponto importante é o apoio governamental. A geração de energia é peça-chave para uma economia sustentável. Por isso, esse tema não é apenas questão de meio ambiente.

No estado da Bahia, por exemplo, mais de 13 mil pessoas trabalham na geração de energia solar. Em tempos ruins na criação de novas vagas de emprego, o governo se empenha em conciliar a geração de postos de trabalho com outros interesses — como o energético e o de redução de emissão de gases poluentes.

Pronto! Se você ficou interessado em abrir uma empresa de energia solar, saiba que o valor inicial de investimento é bastante acessível. Com a assessoria adequada, esse modelo ecologicamente responsável pode ser bastante rentável, sobretudo se você optar por investir em uma franquia de uma empresa já consolidada. 

Que tal conhecer um pouco mais sobre essa oportunidade de negócio? Converse com nossos consultores, sem compromisso, para entender mais sobre as possibilidades que empreender no ramo da energia solar trarão à sua vida!

Comments

comments