Você já reparou quantas coisas faz automaticamente no dia a dia? Geralmente, elas parecem tão simples exatamente porque você as realiza com frequência. Apesar disso, alguns desses costumes podem ser prejudiciais e difíceis de largar. Sendo assim, é importante entender como criar um hábito para que seja viável manter os mais saudáveis e, consequentemente, ter mais qualidade de vida. 

Confira no post como isso acontece e saiba como alguns novos hábitos podem influenciar positivamente a sua rotina, bem como a de toda a sociedade. Boa leitura! 

Por que é importante entender sobre a formação de hábitos? 

Os hábitos são comportamentos que temos seguindo uma determinada frequência. Além disso, estão relacionados a qualquer aspecto da vida, seja pessoal, seja profissional. 

Por exemplo, algumas pessoas têm a prática de tomar café sempre depois do almoço. Outras levam o costume a um nível mais extremo, o que pode se tornar um vício, como fumar ou beber muito. 

De forma geral, tudo está relacionado a um padrão criado pelo cérebro. No começo, há uma “sugestão” de que aquela ação deve ocorrer novamente. Com isso, ela começa a ser repetida e o nosso cérebro cria esse padrão, tornando aquilo natural e automático.

Por essa razão, muitas pessoas encontram grandes dificuldades de mudar os costumes. Afinal, para conseguir fazê-lo, é preciso alterar esse tal padrão já estabelecido. Sendo assim, é fundamental entender como criar um hábito por si mesmo, a fim de gerar mudanças que impactem positivamente a sua vida. 

Como criar um hábito e usá-lo para ter mais qualidade de vida? 

Os hábitos podem ser usados para tudo, inclusive para alterar um comportamento negativo. Por exemplo, se você é sedentário, modificar a prática de ficar parado e incluir a de se movimentar leva a uma transformação em seu estado físico e na saúde. 

Aliás, estabelecer um novo hábito também pode ser positivo para alcançar novas metas. Por exemplo, aprender um idioma e ser uma pessoa mais organizada, o que, consequentemente, pode trazer resultados mais benéficos no âmbito profissional, no pessoal e no bem-estar. 

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Como você viu, o costume é criado mediante um padrão que se repete de forma automática. Portanto, para modificá-lo ou criar um novo, é preciso estabelecer essa frequência da prática.

Nesse caso, o desafio é manter a motivação para fazê-la até que se torne natural. Por isso, você pode seguir algumas dicas para criar novos hábitos: 

  • identifique o que você quer mudar ou começar a fazer; 
  • pense no padrão que deve alterar ou criar para que o hábito seja estabelecido; 
  • determine os objetivos aos poucos; 
  • estabeleça um horário para executar o que é necessário. 

Novos hábitos na prática 

Um dos exemplos mais comuns que as pessoas tendem a querer tornar um hábito é economizar dinheiro ou usá-lo melhor. Contudo, essa ideia é muito ampla. Portanto, se você almeja esse objetivo, precisará desdobrar o conceito em diferentes frentes. Por exemplo: 

No último caso, essas práticas podem não só refletir em economia de dinheiro, mas também ter consequências, inclusive, para a sociedade. Por exemplo, ao diminuir o seu consumo de energia elétrica pelo simples hábito de usá-la fora do horário de pico, isso gerará uma economia em sua conta de luz, poupando dinheiro.

Em complemento a esse hábito, você também pode contar com algumas ferramentas, como os sistemas de energia solar. Assim, a medida não só garantirá economia, mas também ajudará a desenvolver o costume de pensar em mais práticas sustentáveis que possam ser inseridas em sua rotina, tanto para o seu próprio benefício e para o seu bem-estar quanto para o do meio ambiente. 

Saber como criar um hábito é importante para mudar padrões negativos e promover mudanças, seja de forma pessoal, seja em sociedade. Um grande exemplo que está acontecendo agora é a prática de usar energia solar e de adotar outras boas medidas, que não só indicam uma maior preocupação quanto a viver em um mundo sustentável, mas que também refletem que isso já está se tornando natural para a sociedade. 

Gostou do post? Siga-nos, então, no Facebook, no LinkedIn, no YouTube e no Instagram para mais novidades sobre energia solar e mundo sustentável!

Comments

comments