Assim como nas residências, o consumo de eletricidade representa boa parte dos gastos mensais em um ambiente de trabalho. Com as crises do setor energético e a demanda cada vez maior por energia, as tarifas sofrem inflação e a conta de luz tende a aumentar cada vez mais.

Além disso, com o esgotamento dos recursos naturais, a geração de energia elétrica por fontes usuais representa uma ameaça ao meio ambiente. Por isso, trouxemos neste texto algumas dicas importantes sobre como economizar energia no trabalho, contribuindo para a sustentabilidade e diminuindo os gastos. Boa leitura!

 Troque equipamentos eletrônicos e lâmpadas

Uma forma simples de economizar energia no trabalho é optar por funcionalidades elétricas que sejam mais econômicas. Por isso, se os equipamentos e as lâmpadas da sua empresa não são assim, faça a substituição deles logo que for possível.

É importante optar por lâmpadas e equipamentos como computadores, condicionadores de ar, copiadoras, entre outros, que possuam o selo Procel (Programa de Conservação de Energia Elétrica). Esse é um certificado que informa que o produto gasta menos energia elétrica que os similares.

Também vale a pena investir em eletrônicos que têm a etiqueta de eficiência energética do Inmetro. Ela mostra qual o consumo e a eficiência energética do aparelho, variando entre A (mais eficiente) e G (menos eficiente).

As lâmpadas mais econômicas e eficientes são as de LED, que têm uma durabilidade de iluminação de cerca de 50 mil horas, enquanto as incandescentes e fluorescentes duram 1,2 mil e 8 mil horas, respectivamente.

 Tome alguns cuidados com o ar-condicionado

Como vivemos em um país tropical, o uso de condicionadores de ar em escritórios é necessário em boa parte do ano. Mesmo sendo um grande vilão da conta de luz, existem algumas medidas que podem ajudar na economia:

  • mantenha portas e janelas fechadas para evitar que o aparelho se sobrecarregue;
  • desligue-o meia hora antes do fim do expediente e no horário de almoço, a sala ainda ficará climatizada;
  • planeje bem a instalação para que o sol não incida sobre o equipamento e para que ele fique na parte mais alta, melhorando a sua eficácia.

Programe os monitores dos computadores para desligar automaticamente

Chegou a hora do seu intervalo no trabalho? Então, não se esqueça de desligar a tela do seu computador. Isso porque ela consome 70% da energia gasta por esse equipamento. Nossa dica é para você configurar o desligamento automático depois de alguns minutos que a máquina não esteja sendo usada.

Contudo, se a sua pausa for se prolongar, é melhor desligar por completo seu aparelho, incluindo o estabilizador. Deixar o monitor, a CPU, impressora ou qualquer outro dispositivo ligado desnecessariamente é sinônimo de gastar eletricidade à toa.

 Desligue todos os aparelhos da tomada

Sabe aquela luz, normalmente vermelha, que fica ligada em aparelhos que estão desligados, mas continuam conectados na tomada? Isso é o modo standby, também conhecido como um “vampiro energético”. Isso porque a energia consumida pelos equipamentos que você deixa desse jeito pode atingir até 12% do consumo de luz em um imóvel, segundo dados do Instituto Akatu.

Sendo assim, tire da tomada tudo que você usa pouco. Outro conselho é ficar atento no momento da compra de eletrônicos, verificando as informações na etiqueta referente ao consumo energético do equipamento. Prefira os mais econômicos.

Também é aconselhável realizar manutenções periódicas na instalação elétrica da empresa, pois isso também é uma grande ajuda na economia da conta de eletricidade.

 Prefira cores claras para as paredes

As cores das paredes de uma organização não são simples detalhes decorativos. A tonalidade aplicada pode impactar diretamente na quantidade de calor que é absorvido em cada um dos ambientes, bem como na difusão da luz natural dentro do negócio.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Então, dê preferência para as clores claras, pois elas absorvem muito menos calor do que cores escuras. A luz natural também é refletida com mais eficiência por tons pastéis, resultando em um consumo energético menor.

A despesa fixa com eletricidade ficará mais cara na organização que tem paredes escuras, pois o calor absorvido tornará os ambientes mais quentes, fazendo com que os funcionários utilizem os aparelhos de ar-condicionado e os ventiladores com muito mais frequência.

Evite os horários de pico de consumo de energia

A iluminação natural é um fator importante para a economia de energia dentro de uma empresa. Por essa razão, todos os funcionários devem procurar executar as atividades do seu trabalho dentro da jornada normal.

Então, evite a sobrecarga na linha de produção durante o horário de pico. Também analise com cuidado se há necessidade de agendar uma reunião às 19h ou de ficar trabalhando até muito tarde. Isso afeta a sua qualidade de vida e o valor da conta de luz da firma.

Incentive os funcionários a economizar

É comum as pessoas serem resistentes à mudança, seja ela qual for. Modificar hábitos realmente não é algo simples, mas é muito possível. Portanto, conscientize todos os colaboradores da empresa a respeito da importância de economizar energia.

Fale a respeito dos impactos ambientais e financeiros. Organize uma campanha para que o alto consumo de energia elétrica seja revertido. Incentive essa consciência a ser aplicada tanto dentro como fora do trabalho.

 Aproveite a luz solar

Com janelas amplas e lisas, evitando usar cortinas escuras do tipo blackout, é possível economizar energia no trabalho usando a luz solar para iluminar o ambiente na maior parte do expediente. Isso evita que seja necessário acionar todas as lâmpadas. As cortinas persianas podem, ainda, ajudar a controlar a luminosidade em dias de muito sol.

Invista em energia solar

Colocando em prática tudo o que foi citado, você terá uma diferença significativa na fatura energética, mas ainda assim, estará dependente das variações das tarifas. Por isso, investir na produção própria de energia terá um impacto mais positivo nas contas da sua empresa.

Seguindo na direção das tendências mundiais, apostar em energias limpas e renováveis, como a fotovoltaica, garante a manutenção dos recursos naturais, já que o sol é uma fonte praticamente inesgotável. Além disso, não há emissão de gases poluentes.

A produção dessa eletricidade se dá por meio captação dos raios solares pelos painéis fotovoltaicos, que poderão ser instalados na cobertura da sua empresa ou até mesmo no estacionamento. Apesar de ser um investimento relativamente alto, a compensação se dá a médio e longo prazo com o barateamento da conta de luz e com a longa vida útil dos equipamentos.

Agora você já sabe como economizar energia no trabalho de maneira prática. Seguindo essas dicas e instalando energia solar na sua empresa, os gastos internos serão menores.

Gostou deste conteúdo? Então continue no nosso blog e descubra 8 verdades e mitos sobre economia de energia!

Comments

comments