Sabemos que o ar-condicionado é o terror da conta de luz durante o verão. Porém, no inverno também é preciso tomar cuidado para não extrapolar no gasto com eletricidade, principalmente devido ao uso do chuveiro elétrico e aquecedores de ambiente.

Mas como economizar energia no inverno? Existem algumas atitudes simples que trarão uma ótima economia para sua conta de luz no final do mês, além de contribuir com a preservação do meio ambiente. Continue sua leitura e conheça nossas 10 dicas sobre o assunto!

1. Diminua a temperatura do chuveiro

O chuveiro elétrico é uma das maiores causas do aumento no montante da conta de luz durante o inverno. Afinal, quem não gosta de tomar um banho bem quentinho nessa estação do ano? Só que para esquentar mais a temperatura da água, o chuveiro demanda mais energia. Vale testar o modo morno do seu chuveiro, pois ele pode ser suficiente para você aquecer a água mesmo no inverno, gastando assim menos energia.

Além do mais, nossos banhos costumam ser mais demorados, ainda mais no inverno. Portanto, a dica é controlar o tempo; com certeza essa diferença será contabilizada na conta de luz. Pequenas atitudes, como desligar o chuveiro ao se ensaboar, pode fazer a diferença no final do mês.

2. Lave roupas com menor frequência

O melhor a ser feito é sempre utilizar a capacidade máxima da sua máquina de lavar. Você também pode colocar uma quantidade menor de sabão em pó. Assim, não será preciso ativar a função de enxágue extra. Não use água quente, pois a temperatura normal já será capaz de limpar suas roupas de forma adequada.

Hoje em dia, as máquinas que lavam e secam são cada vez mais comuns nas residências; mas a função de secagem pode sair cara. Então, use-a com moderação, apenas para aquelas peças que realmente demoram muito para secar no varal durante o inverno.

3. Facilite a entrada de luz solar

Casas em que a luz do sol entra com mais facilidade usam menos luz elétrica. Sendo assim, use e abuse da iluminação natural. A decoração do seu imóvel também pode ajudar na economia. Isso porque a luminosidade tem um reflexo maior em paredes e tetos pintados com cores claras. Veja a possibilidade de trocar paredes por janelas grandes. Assim, facilita a entrada da luz natural.

4. Use o aquecedor com consciência

Nada de deixar o aquecedor elétrico ligado em ambientes em que ninguém está, ok? Além disso, procure analisar se o tamanho e a potência do seu aparelho estão realmente adequados ao espaço que você quer aquecer. Isso porque usar um aquecedor pequeno em um cômodo grande pode gastar muita energia e, ainda por cima, o aparelho não vai esquentar o local satisfatoriamente.

Aquecedores que contam com a função timer devem ser acionados durante a noite para que desliguem quando o quarto já estiver quentinho. Deixá-los funcionando pode ser um grande desperdício de eletricidade.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

5. Utilize forno e fogão a gás

Na hora de assar alimentos, dê prioridade para o forno a gás. Fogões e fornos elétricos tendem a gastar mais energia e pesam na conta no final do mês. Além disso, enquanto você assa um prato bem gostoso, pode aproveitar para deixar a casa mais quente poupando o uso do aquecedor.

6. Retire eletrodomésticos da tomada

Equipamentos conectados à tomada, mesmo desligados, consomem energia. Computadores e televisores plugados constantemente podem aumentar de forma considerável o valor da sua conta de luz. O ideal é tirar da tomada os eletrodomésticos que não estão em utilização no momento. Outra dica é deixar os carregadores de celular conectados apenas enquanto estiverem um uso.

7. Controle a frequência de uso do ferro de passar roupa

O ferro de passar roupa é outro eletrodoméstico que consome muita energia elétrica. Procure diminuir a frequência de uso semanal do ferro. Tente lavar e passar o maior número de roupas possível de uma só vez. Na hora de passar, separe as roupas de acordo com o tecido. Alguns precisam de temperatura mais alta para desamassar. Por isso, comece pelas peças que exigem temperatura mais baixa, depois aumente para passar o restante.

8. Troque suas lâmpadas

Durante o inverno, é natural ter menos horas de luz solar devido a dias mais curtos. Com isso, aumentamos o consumo de energia elétrica já que acendemos as lâmpadas mais cedo. Lâmpadas incandescentes ou fluorescentes consomem mais energia que as de LED. Além disso, esse tipo é sustentável e causa menos danos ao meio ambiente.

Outra vantagem é a vida útil das lâmpadas de LED. Geralmente, a capacidade luminosa desses modelos chega a ser 25 vezes maior que os modelos incandescentes e 3 vezes maior que as lâmpadas fluorescentes. Portanto, substitua as lâmpadas convencionais pelos modelos de LED. A economia pode alcançar 80%, e a vida útil das lâmpadas é maior. Vale lembrar de manter a luz desligada quando não há ninguém no cômodo.

9. Tenha atenção com a geladeira

Abrir e fechar a geladeira desnecessariamente gera maior consumo de energia. Só abra a porta desse eletrodoméstico quando tiver certeza do que quer. Também é importante que a vedação da geladeira esteja funcionando plenamente. A borracha deve estar em bom estado de conservação para evitar que o equipamento gaste mais energia que o necessário.

10. Faça manutenção na instalação elétrica

É muito importante manter a manutenção da instalação elétrica da sua casa em dia. Fios desencapados e tomadas mal instaladas podem consumir mais energia. Atente a sinais que possam indicar a necessidade de reformas uma instalação elétrica segura evita acidentes graves.

Neste post, você conferiu dicas simples e eficientes sobre como economizar energia no inverno. Aproveite e coloque em prática essas atitudes que auxiliarão você e sua família a conter o consumo elétrico durante todo o ano. O sistema de energia solar é uma forma de gerar sua própria eletricidade de forma sustentável sem pesar no bolso no final do mês.

Quer saber mais sobre como a energia solar ajuda a poupar dinheiro? Siga a Solarprime nas redes sociais e acompanhe nossas publicações. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn!

Comments

comments