Entenda como escolher uma franquia e abrir seu próprio negócio com precisão e redução das incertezas.

Escolher uma franquia para investir é um modelo de negócio é mais seguro que começar uma empresa do zero, mas é preciso considerar diversos fatores antes de decidir.

Afinal, é mais fácil ter sucesso quando a decisão está alinhada com as suas expectativas de ganho e investimento, perfil e necessidades. Isso significa que a abertura de qualquer empreendimento deve basear-se na razão sem ignorar completamente a emoção.

Como fazer isso? O ideal é apostar em uma análise detalhada que vise à identificação de uma boa oportunidade antes de fazer o investimento. Para ajudá-lo nessa empreitada, apresentamos cinco fatores essenciais que devem ser avaliados para escolher uma franquia.

A partir dessas dicas, ficará mais fácil fazer a escolha certa e ser mais um número positivo dentro do franchising. Então, que tal saber mais? Acompanhe os elementos indispensáveis que listamos a seguir!

  1. Perfil do empreendedor

É o primeiro fator que deve ser analisado. Suas características e expectativas são essenciais para a definição da franquia ideal. É preciso perguntar-se sobre diferentes aspectos, realizando uma verdadeira autoanálise para aumentar as chances de sucesso.

Perceba que haverá suporte maior da marca, mas você ainda será responsável pela gestão da sua empresa. Isso significa que será necessário contratar e demitir pessoas, gerenciá-las e manter as finanças em dia. Também será preciso tomar decisões, calcular e correr riscos, participar da rotina empresarial e aprender a lidar com as decepções.

Tenha consciência de que você terá de trabalhar duro e lidar com pessoas de comportamentos e atitudes distintas. Por isso, é fundamental escolher uma franquia que o satisfaça e realize seus anseios.

Em seguida, pense sobre os seguintes aspectos:

Capacidade financeira

A sua análise deve recair na quantia a ser investida, gastos fixos e variáveis, e faturamento previsto. Lembre-se de manter um montante destinado ao capital de giro — valor direcionado às operações diárias do negócio.

Calcule ainda o tempo de retorno indicado pela marca, determine o ponto de equilíbrio e a previsão de lucro.

Produtos

O ideal é que você tenha afinidade com os itens a serem vendidos.

Se possível, experimente um dia ou mais da operação da marca para ter certeza de que deseja atuar no segmento. Se não for possível, visite algumas lojas para ver como funciona.

Competências

As suas habilidades devem ser avaliadas, bem como definidos os aspectos que precisam ser ajustados. Observe que no franchising você precisa seguir as diretrizes da marca e cumprir as exigências solicitadas.

  1. Situação do mercado

A franquia é um segmento que vem apresentando bons números. Os dados coletados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) ilustram bem este cenário. No entanto, você pode ter problemas se ignorar as características do mercado.

O fato de uma franquia ter sucesso em uma região não significa que terá o mesmo desempenho em outra. Portanto, antes de escolher uma franquia, analise a aceitação do produto e o nível de demanda e competição onde vai atuar.

 Por exemplo: em uma região de renda mais elevada, a venda de painéis solares é uma ótima opção. Uma franquia como a da Solarprime é de baixo investimento e oferece suporte total ao franqueado. Além disso atua no segmento de mercado que mais cresce no setor energético.

Outro critério relevante é comparar o seu perfil com as oportunidades disponíveis. Afinal, uma empresa pode falir se você não se identificar com o tipo de negócio.

O fato de gostar de comprar roupas não torna alguém capaz de administrar uma loja como essa. Assim, é interessante procurar uma franqueadora que ofereça apoio efetivo e possa suprir suas deficiências.

  1. Modelo de negócios da marca

Todas as franqueadoras têm suas próprias peculiaridades. Por isso, diversos aspectos devem ser considerados antes de escolher uma franquia para investir:

Tempo de contrato

Avalie o prazo definido e o que ocorre em caso de renovação do contrato. Observe que o período determinado deve ser superior ao tempo previsto para retorno do capital.

Know-how

Verifique como fica a transferência de conhecimento e se o modelo de franquias da marca existe há, pelo menos, dois anos.

Treinamentos

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Veja como são realizados e de que forma são descritos nos manuais para facilitar a aplicação no dia a dia. Analise, ainda, como funciona o programa de assistência da rede e se há auxílio contínuo.

Pagamento de taxas

Confira quais valores devem ser desembolsados e com que frequência — como contribuição para o fundo de propaganda e royalties.

Padrões

Analise quais as exigências feitas e a liberdade do supervisor para acompanhar a operação da unidade.

  1. Outros franqueados

Conversar com participantes e ex-integrantes da rede pode te ajudar a ter certeza de que o seu negócio será positivo. Analise o grau de satisfação, o comprometimento da marca, se o negócio é rentável e competitivo, entre outros aspectos. Saiba ouvir as experiências e aprenda com os erros alheios.

A lista de franqueados antigos e atuais está disponível na circular de oferta de franquias (COF). Este documento é entregue até 10 dias antes da assinatura do contrato.

Fazer visitas presenciais e se passar por cliente pode ajudar a analisar o atendimento e a qualidade do produto.

  1. COF e contrato

Esses dois documentos são fundamentais para escolher uma franquia. Eles pautam o seu relacionamento com a marca e os principais indicadores do negócio.

Vale a pena ler os dois documentos com atenção e solicitar a análise de um advogado em caso de dúvidas.

  1. Oportunidades de mercado

Pode acontecer de uma franquia ser bem-sucedida em determinada região, mas não ter o mesmo sucesso em outra.

Por isso, ao escolher uma franquia para investir, procure analisar com cuidado as características do seu mercado de atuação.

Faça um estudo para identificar se é um setor com alto potencial de retorno. Examine a aceitação do produto ou serviço, o nível de procura da solução oferecida e a concorrência no setor.

Segundo especialistas, os mercados de alimentação saudável e geração de energia solar, estão entre os mais rentáveis.

Para escolher a franquia certa para investir analise com cuidado os mercados que oferecem oportunidades com potencial de ganhos expressivos.

  1. Investimento inicial

Depois de identificar as oportunidades de mercado, você precisa saber quais são as opções de franquias que cabem no seu bolso. Afinal, não adianta escolher uma marca que necessita de um investimento inicial além da sua capacidade financeira.

Empreender é correr riscos, mas eles devem ser calculados. Por isso, especialistas aconselham que essa escolha seja bastante conservadora. Procure optar por um investimento inicial que seja menor do que todo o capital que você tem disponível. Dessa forma, haverá uma reserva de segurança em caso de imprevistos, diminuindo os riscos da operação do seu negócio.

Separe o dinheiro para gastos pessoais do dinheiro que vai investir na franquia.

Essa quantia deve ser equivalente a, pelo menos, oito meses. Esse é o período em que, normalmente, não será possível fazer nenhum tipo de retirada. Será o período de maturação da sua franquia.

Sua franquia atinge a maturidade quando deixa de operar abaixo do ponto de equilíbrio e começa a gerar lucro.

  1. Viabilidade da região

Depois de escolher o mercado em que vai atuar, você precisa avaliar o potencial do setor dentro da sua região.

Esse estágio é vital para escolher uma franquia e investir o seu dinheiro. É nesta etapa que você vai entender se a atividade da sua empresa realmente tem espaço na localização onde pretende implantá-la.

Se o local escolhido for uma capital, é possível que a região já conte com várias unidades de franquias. Em vista disso, é relevante estudar se o segmento não está saturado.

O desafio pode ser outro se você pretende abrir sua franquia em alguma cidade de pequeno porte. O entrave principal pode estar no baixo potencial para alguns tipos de negócio. Isso pode acontecer devido à carência de público ou limitações habitacionais impostas pelas franqueadoras.

Leve em consideração algumas informações importantes sobre a cidade ou região onde você pretende fazer a implantação da sua franquia:

  • quem são os concorrentes do seu segmento;
  • entre esses concorrentes, quem tem mais e menos notoriedade;
  • quais os pontos fortes e fracos de cada um deles;
  • quais são as razões pelas quais eles são mais ou menos bem-sucedidos;
  • quais as ameaças e as oportunidades que o mercado local pode oferecer.

Lembre-se de que suas decisões devem ser tomadas com cuidado. Evite a impulsividade, pois é o seu dinheiro que estará aplicado. Empregue esforços e tempo, e veja que a sua vida e a de sua família poderão melhorar consideravelmente.

Agora você já conhece os 8 fatores essenciais para saber como escolher uma franquia. Que tal começar a praticar estas sugestões? Entre em contato com a Solarprime e veja como o nosso modelo de negócios funciona!

Comments

comments