Você quer saber como reduzir conta de luz de uma residência com a ajuda da energia solar e por que é mais vantajoso investir nessa tecnologia? Neste post, vamos explicar o motivo pelo qual a energia fotovoltaica é a principal solução tanto para questões ambientais quanto para redução dos custos da sua fatura de energia elétrica.

Vamos esclarecer para você de que forma a instalação de painéis solares ajuda o seu bolso, tanto em relação aos seus baixos custos de instalação como no que diz respeito à economia energética, afinal, você produzirá toda a energia que sua casa precisa. 

Além disso, você também saberá em que proporção estará contribuindo para causar menos impactos ao meio ambiente ao utilizar a energia solar como fonte de força da sua residência ou negócio. Confira, a seguir, as principais vantagens de optar pela captação e o uso de um sistema de energia fotovoltaica.

Baixo custo de instalação

Quanto mais a tecnologia do sistema fotovoltaico se torna popular ao redor do mundo, mais acessível financeiramente ela fica. Nos últimos dois anos, a queda no valor do investimento para a instalação de painéis solares caiu consideravelmente.

Nos imóveis residenciais, as placas fotovoltaicas normalmente são instaladas nos telhados, de modo a gerar energia elétrica ao captar a irradiação solar. O inversor é a peça que transforma a corrente da energia solar em corrente elétrica adequada para o uso. A energia proveniente dessa parte do equipamento é conectada ao quadro de luz do local.

Assim, todos os eletrodomésticos, as luzes e quaisquer outros itens conectados à tomada que consomem energia farão uso da força produzida pelo sistema fotovoltaico para funcionar.

Para você instalar o sistema correto de energia solar na sua casa, antes de mais nada, procure analisar a sua conta de luz, a fim de verificar quantos kWh por mês seu imóvel consome.

Essa informação está contida na sua fatura de luz. Trata-se de um dado essencial para calcular qual o tamanho ideal do sistema de energia fotovoltaica perfeito para o seu imóvel.

Economia de energia

O preço de um sistema fotovoltaico sofre alterações de acordo com o grau de complexidade do projeto e a marca das peças escolhidas. Trata-se de um investimento inteligente, pois independentemente do local de instalação — residência, empresa, agronegócio ou indústria — o retorno desse aporte é garantido.

Por exemplo, imagine um imóvel que consuma, em média, 900 kWh por mês. Na cidade de São Paulo, o valor pago por essa quantidade de energia elétrica representa uma média de 600 reais mensais na conta de luz.

Caso o dono desse imóvel decida realizar o investimento em um sistema de energia solar e comece a gerar o equivalente a essa mesma média de energia consumida todos os meses, ele terá sua conta de luz reduzida em cerca de 98%.

A sua conta de luz não será livre de cobranças por completo, já que é preciso pagar a taxa mínima da distribuidora, chamada de Custo de Disponibilidade. Esse é um valor que todo consumidor assume na fatura de energia a cada mês, considerando que a distribuidora está disponibilizando energia elétrica para você utilizar no seu imóvel.

De toda maneira, mesmo pagando pelo Custo de Disponibilidade, considerando o exemplo dado, o dono do imóvel passaria a economizar mais de R$500 por mês, pois o valor da taxa mínima no município de São Paulo cobrada pela concessionária é de 24 reais.

Essa economia representa quase 7 mil reais ao ano para esse morador. Passados 5 anos, o bolso do consumidor terá guardado mais ou menos 35 mil reais (fora a inflação energética, que geralmente é maior que a inflação comum) simplesmente por ter optado por investir na instalação de um sistema de energia fotovoltaica na sua residência.

Sustentabilidade

Apesar de o Brasil ser um país tropical, nós ainda não aproveitamos todo o potencial de um dos recursos naturais mais relevantes que temos: a luz solar. Uma das razões é a falta de conhecimento dos grandes benefícios que a utilização da energia solar proporciona.

As vantagens econômicas do consumidor que escolhe utilizar a energia produzida por meio da irradiação do sol são indiscutíveis. A contenção de gastos é impressionante quando feito um comparativo com as tarifas cobradas pelas concessionárias de energia elétrica. Mas existem outros benefícios que envolvem a utilização da energia gerada pela luz do sol que vão além dos financeiros.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Hoje em dia, é preciso que todos se empenhem na redução dos impactos ambientais decorrentes do estilo de vida moderno. Por ser uma energia produzida por meio de recursos naturais, a energia solar não produz impacto no meio ambiente. Assim, ela é tida como extremamente sustentável e, consequentemente, é muito importante para a preservação do futuro do nosso planeta.

Redução da poluição e das taxas de carbono

A preservação do nosso ecossistema depende de cada um de nós e não apenas dos dirigentes dos países e das grandes empresas. Por isso, cabe a você fazer escolhas, na sua rotina diária, que contribuam com a diminuição dos impactos ambientais.

A energia solar é uma grande aliada na redução da poluição e das taxas de carbono, afinal, é considerada uma energia limpa, ao contrário das usinas termelétricas, por exemplo, que produzem energia a partir no carvão mineral.

Como você já deve ter percebido, optar pela produção de energia solar traz diversos benefícios, tanto econômicos quanto ambientais. A energia solar é considerada uma energia infinita e, portanto, renovável. Por isso, escolher utilizar esse tipo de energia é contribuir para a preservação do nosso ecossistema, pois os impactos também são sentidos na redução da poluição e das taxas de carbono.

Baixíssima necessidade de manutenção

Por serem feitos com apenas 2 principais elementos — painéis solares e inversores, os sistemas de energia solar apresentam necessidades muito pequenas em relação à sua manutenção.

Depois de instalado o sistema, os cuidados necessários são apenas a limpeza e a fiscalização dos painéis solares, pois tanto os painéis como os inversores são feitos para trabalharem continuamente. Além disso, a vida útil dos equipamentos e dos componentes do sistema fotovoltaico é longa.

Valorização do imóvel

Tanto em imóveis comerciais como nos residenciais, você pode ter certeza de que, ao ter um sistema de energia solar instalado, eles automaticamente terão o seu valor de mercado valorizado. Afinal, o possível comprador vai contabilizar toda a economia que terá ao longo dos anos em relação aos seus gastos anteriores com energia.

Isso significa que o valor que você investiu ao optar pela instalação de um sistema fotovoltaico na sua casa ou no seu comércio voltará para o seu bolso acrescido de rentabilidade, pois quem comprar o imóvel deve levar em consideração que não terá que passar pelo processo de busca e de adequação para a produção da energia solar. 

Investimento com custo-benefício satisfatório

O aporte financeiro inicial ainda é um grande entrave para quem quer ser dono do seu próprio sistema de energia fotovoltaica para sua casa, negócio ou indústria. É inegável que instalar um sistema de energia solar custa uma quantia de dinheiro relativamente alta no Brasil, mas esse valor varia muito, dependendo do nível de consumo de energia do imóvel, de como é o aterramento do local, entre outros fatores.

Por isso, como já mencionamos, é preciso ressaltar que, independentemente da quantia necessária para investir na aquisição de um sistema de energia fotovoltaica, a economia que ele propicia, se compararmos ao consumo de energia elétrica disponibilizada pela distribuidora, representa uma redução na fatura de energia elétrica de até 98%.

Além disso, o retorno sobre esse investimento feito, mesmo variando de acordo com o consumo, costuma atingir o prazo entre 6 a 9 anos. Considerando que os equipamentos que formam um sistema de energia solar têm durabilidade de 25 anos, você terá de 16 a 19 anos para produzir energia solar com todo o seu investimento já pago.

Hábitos de economia que podem ser adotados em empresas e residências

Além de todas as vantagens que o uso da energia solar trazem para o seu bolso e para o meio ambiente, você também pode adotar alguns hábitos simples e eficazes para diminuir ainda mais o consumo de energia.

Por exemplo, você sabia que os aparelhos eletrônicos, mesmo desligados, se ficarem conectados à tomada, continuam gastando eletricidade? Por isso, evite deixá-los no modo stand by, que é quando aquela luzinha fica acesa. Lembre-se de tirar o cabo da tomada, evitando desperdício de energia.

Outra ideia: quando a temperatura estiver muito quente, sugerimos que você aproveite a ocasião e mude seu chuveiro elétrico para o modo verão, que é muito mais econômico do que o modo normal.

Por fim, uma das melhores estratégias para reduzir a conta de energia em até 70% é trocar as lâmpadas do seu imóvel. Para você ter uma ideia, as lâmpadas tradicionais gastam cerca de 75 watts para funcionar. Já as fluorescentes consomem algo em torno de 15 watts e as de LED, consideradas como a melhor alternativa, apenas 9 watts.

Agora que você já sabe como reduzir conta de luz, está esperando o que para começar a produzir energia solar? Entre em contato com a Solarprime agora mesmo para ter seu próprio sistema fotovoltaico. Será um prazer ajudá-lo!

Comments

comments