Nesta terça-feira, 21, foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) o aumento de 10% a 30% na conta de energia elétrica em seis estados: Maranhão, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraíba, Paraná e Santa Catarina.

O aumento entrará em vigor no domingo, 26, no Paraná, na segunda-feira, 27, em São Paulo e Mato Grosso do Sul, na terça-feira, 28, no Maranhão e na Paraíba e na quarta-feira, 29, em Santa Catarina.

Segundo a ANEEL, esse reajuste se deve ao fato de a empresa ter deixado de ser atendida pela Copel Distribuição, o que fez com que tivessem que arcar com os custos relativos ao rateio das cotas de Itaipu, cuja energia é precificada em dólar, além do risco hidrológico.

Paraná

O reajuste, que já estará ativo no domingo no Paraná, será de em média 29,86% e impactará a conta dos consumidores atendidos pela Força e Luz Coronel Vivida Ltda., concessionária que atende 7,67 mil unidades consumidoras localizadas no município de Coronel Vivida.

São Paulo e Mato Grosso do Sul

O aumento médio para os consumidores atendidos pela empresa Elektro Eletricidade e Serviços S/A (Elektro) será de 24,42%, sendo de 23,12% aos consumidores residenciais, de 23,20% aos atendidos na baixa tensão e de 26,75% para a alta tensão. O que mais influenciou o aumento na Elektro, segundo a Aneel, foram os componentes financeiros relacionados, principalmente, à aquisição de energia e ao risco hidrológico.

Maranhão

Os consumidores atendidos pela Companhia Energética do Maranhão (Cemar) serão impactados com o aumento médio de 16,94%, sendo 16,67% aos consumidores residenciais, 16,77% aos atendidos na baixa tensão e 17,86% para os consumidores da alta tensão. A concessionária atende 2,4 milhões de unidades consumidoras localizadas em 217 municípios.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Paraíba

A média do aumento para os consumidores atendidos pela Energisa Paraíba Distribuidora de Energia (EPB), que atende 1,4 milhão de unidades consumidoras em 216 municípios, será de 15,73%, impactando os consumidores residenciais em 15,29%, os atendidos na baixa tensão em 15,41% e os consumidores da alta tensão em 16,75%. Os fatores que justificam o aumento estão relacionados ao risco hidrológico e a aquisição de energia.

Santa Catarina

Aos consumidores atendidos pela Cooperativa Aliança (Cooperaliança) o reajuste tarifário terá média de 14,38%, sendo de 12,47% para os consumidores residenciais, 12,57% aos atendidos na baixa tensão e de 17,17% para os da alta tensão. A concessionária atende 37,4 mil unidades consumidoras nos municípios de Içara, Jaguara, Araranguá e Sangão de Santa Catarina.

Segundo a Aneel, o que mais impactou o aumento por parte da Cooperaliança foram componentes financeiros do processo tarifário anterior.

Com mais este aumento, fontes de energia renováveis, como a solar, estão ainda mais interessantes e, principalmente, ainda mais viáveis, já que produzindo a própria energia os consumidores se emancipam das concessionárias de energia elétrica e, consequentemente, de seus reajustes tarifários.

Saiba mais sobre a Energia Solar em nosso Blog: www.solarprime.com.br/blog

Você pode parar de pagar energia HOJE. Clique e faça uma Simulação do Sistema de Energia Solar para a sua casa ou empresa: https://bit.ly/2M9A6dk

Comments

comments