O Brasil é um país cheio de possibilidades no âmbito empresarial. Afinal, só nos primeiros nove meses de 2020, houve um crescimento de 14,8% de novas empresas em comparação ao ano anterior. Com essa boa perspectiva, o cenário é favorável para quem tem um projeto empreendedor. Entretanto, ainda é preciso haver muito cuidado ao encarar os desafios de abrir uma empresa. 

Descubra, neste post, se realmente é possível ter um negócio bem-sucedido no Brasil. Veja também os cinco principais desafios na hora de abrir a sua empresa e saiba as formas de superá-los. Boa leitura! 

Afinal, é possível ter um empreendimento bem-sucedido no Brasil? 

Segundo o Global Entrepreneurship Monitor — monitor de empreendimento global, baseado no Reino Unido —, em sua pesquisa de 2019/2020, dentre os adultos de 18 a 64 anos entrevistados, cerca de 46,4% identificaram que há boas oportunidades para abrir um negócio no Brasil.

Outro dado interessante é que 22% dos empreendedores brasileiros exercem a atividade de forma independente, sem a necessidade de uma parceria. Fator importante se comparado a outros países, como o Omã, onde a parceria local é requisito para abrir um novo negócio. Já em relação às oportunidades, o Brasil também se destaca por oferecer condições iguais para homens e mulheres abrirem o seu próprio negócio. 

Contudo, quando se trata do desafio de abrir uma empresa, o estudo também aponta alguns pontos importantes. No caso, 39,4% dos entrevistados disseram que era fácil abrir um negócio no país. Porém, 35,6% apontaram o seu medo de abrir um negócio e falhar. 

Felizmente, também é indicado um aumento nos empreendimentos, durante os 19 anos em que o Brasil participou do estudo, o que mostra que esse medo talvez esteja sendo vencido. Aliás, a ele se relaciona um aumento significativo de oportunidades para abrir um novo negócio. 

Por exemplo, segundo a ABF, em 2019, o setor de franquias faturou R$ 186,755 bilhões. Além disso, houve um crescimento de 4,6% no número de empregos, o que também caracteriza esse tipo de negócio como uma ótima opção para se investir

Sendo assim, apesar de ainda existirem os desafios de abrir uma empresa, a perspectiva é positiva e a tendência é de que o empreendedorismo continue crescendo. Mas, para que isso aconteça, também é preciso haver um bom preparo por parte do empreendedor. 

Quais são os 5 maiores desafios de abrir uma empresa no país e como superá-los?

O cenário é ideal para empreender no Brasil. Mas, para que você aproveite as oportunidades, também é preciso encarar os desafios de abrir uma empresa. Confira, a seguir, cinco deles e saiba como podem ser superados. 

1. Fazer a gestão de pessoas

Independentemente de a sua empresa ser pequena, média ou grande, a gestão de pessoas é um desafio importante a ser vencido. Nesse caso, não basta apenas lidar com funcionários, mas, sim, conseguir engajá-los, alcançando a produtividade esperada, aproveitando talentos e tornando-os líderes capazes de lidar com equipes. 

Para isso, é possível aplicar certas ações e ter posicionamentos que favoreçam essa gestão, como: 

e-book gratuitoPowered by Rock Convert
  • conheça bem os seus funcionários e as expectativas; 
  • promova treinamentos constantes; 
  • retenha talentos, favorecendo condições; 
  • crie equipes unidas e engajadas, sem favorecimento de um ou outro talento; 
  • implemente programas de incentivos. 

2. Ter um bom controle financeiro 

Com certeza, a gestão financeira de uma empresa é um dos maiores desafios que você terá. Afinal, é preciso captar recursos para iniciar, ter capital de giro para continuar e conseguir lucratividade para render. 

Sendo assim, é necessário haver um grande controle sobre todos os aspectos, além de uma visão sobre o futuro da empresa. Dessa forma, é importante investir em: 

  • uma formação administrativa para entender todos os processos de finanças; 
  • boas parcerias com escritórios de contabilidade e com profissionais que possam organizar os dados financeiros e os impostos; 
  • conhecimento dos relatórios, buscando saber sempre para onde a empresa está indo; 
  • recursos para ter capital de giro, criar inovações e guardar reservas financeiras; 
  • corte de custos ou otimização de processos, sem comprometer a saúde da empresa.  

3. Vencer a burocracia

A burocracia para abrir uma empresa no Brasil era um dos principais desafios para o empreendedor, inclusive sendo o fator que contribuía para o desânimo do empreendimento. Contudo, esse cenário tem mudado aos poucos

Além dos sistemas MEI já implementados, para outros tipos de empresa, as condições têm melhorado. No começo de 2019, a média era de cinco dias para abrir uma companhia. Já no final de 2020, o prazo passou para pouco mais de dois dias.

No caso, a suspensão de alvará e de licenças para mais atividades, segundo a Lei de Liberdade Econômica, de 2019, teve um papel importante, já que esses fatores colaboravam para atrasar o funcionamento adequado de um empreendimento. Além disso, determinados projetos, como a Rede Sim e o Balcão Único, têm previsão de acelerar ainda mais os procedimentos. 

Sendo assim, além dos avanços do sistema, também é possível seguir algumas dicas para que você, como empreendedor, diminua o tempo de espera: 

  • pesquise com antecedência todos os requisitos para a abertura do seu negócio;
  • saiba de todas as exigências claras, especialmente no caso de sociedades e de franquias; 
  • tenha todos os seus documentos e os de seus sócios à disposição; 
  • conheça cada etapa e os seus prazos; 
  • tenha um plano de negócios claro; 
  • invista em cursos de formação; 
  • use os sistemas online a seu favor. 

4. Inovar sempre 

A inovação é uma porta para garantir que a sua empresa sempre seja relevante. Afinal, as necessidades do seu público e ele mesmo podem mudar com o tempo. Por isso, investir em novos produtos e serviços, bem como variar as formas de atendimento, pode ser um caminho para consolidar a sua marca e destacá-la no mercado. 

Por exemplo, se você não vai oferecer um novo produto ou serviço, pode inovar vendendo por novos canais, como redes sociais ou por delivery. 

5. Ter um marketing efetivo 

Hoje, já sabemos que é preciso investir em um bom marketing para ficar em destaque, mesmo no comércio local. Afinal, ele é a forma de manter-se atual e conquistar aos poucos novos públicos, além de estabelecer a fidelidade com os clientes já existentes. Por isso, para ter uma boa estratégia de marketing, você pode seguir algumas dicas fundamentais:

  • use as redes sociais a seu favor, mas de forma correta. É melhor ter poucos e bons perfis do que contar com 20 presenças online totalmente abandonadas;
  • crie um conteúdo relevante para o seu público e promova o engajamento dele com a marca;
  • trabalhe com ações na comunidade local para expandir a marca e fortalecer os seus valores;
  • nunca se esqueça de ter um bom marketing interno, oferecendo boas condições de trabalho para os seus colaboradores. 

Que os desafios de abrir uma empresa existem é fato. No entanto, essa não é uma razão para que você desista do seu projeto. Para vencê-los, é possível contar com a tecnologia para criar e estabelecer a sua empresa no mercado. Seja usando os sistemas públicos para acelerar a abertura, seja investindo em programas de gestão, há acesso a diversas ferramentas para você inovar sempre. Aliás, inclusive em campos de atuação, a tecnologia oferece ramos únicos, nos quais você pode criar a sua empresa, explorando novos mercados, como é o caso da energia solar

Gostou do post? Curta a nossa página no Facebook e acompanhe mais novidades sobre empreendedorismo!

Comments

comments