Cientistas da Academia de Tecnologia Espacial da China revelaram esta semana os planos da instituição para construir a primeira estação de energia solar no espaço. Essa usina terá a capacidade de captar a radiação do sol e enviá-la para a Terra.

O objetivo dessa invenção é possibilitar o uso da energia solar independentemente das condições climáticas vigentes no planeta, já que a usina estará instalada fora da atmosfera terrestre. Assim, a produção de energia seria constante, não sendo afetada pelo pôr do sol ou por dias nebulosos.

A construção de uma planta solar experimental já começou na cidade de Chongqing. De acordo com um dos pesquisadores que integram o projeto, Pang Zhihao, a estação espacial de energia solar deve prover uma fonte inesgotável de energia limpa para a população.

A expectativa é que a primeira estação de energia de tamanho pequeno/médio seja lançada na estratosfera até 2025. No entanto, os cientistas ainda estão analisando como farão para transmitir a energia do espaço para a Terra. Uma das possibilidades é fazer a transmissão de eletricidade para uma instalação terrestre por meio de ondas ou laser.

No entanto, o impacto a longo prazo da irradiação de pequenas ondas a partir do espaço na atmosfera da Terra e sua ecologia ainda precisa ser estudado mais profundamente, dizem os cientistas.

Se tudo correr como planejado, a Academia de Tecnologia Espacial pretende lançar instalações maiores e mais potentes até o ano de 2050, com potências na casa dos megawatts.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Para Pang, o principal desafio do projeto diz respeito ao peso da estação de energia, que fica em torno de mil toneladas, mais do que as 400 toneladas da Estação Espacial Internacional.

Por essa razão, os pesquisadores também estão estudando a possibilidade de viabilizar uma fábrica espacial utilizando robôs e impressoras 3D para construir a estação de energia diretamente da estratosfera, contornado a necessidade de lançar uma estrutura pesada a partir da Terra.

Além da China, outros países, como Estados Unidos, Japão e Índia, também tem estudado ideias para gerar energia solar a partir do espaço.

 

Fontes: Revista Galileu e Stuff

Comments

comments