O uso da energia solar vem crescendo no Brasil e no mundo nos últimos anos. A instalação de painéis fotovoltaicos nos imóveis tem como objetivo captar os raios solares e transformá-los em eletricidade. Muito versátil, esse sistema pode ser implantado em diversos setores e para vários fins e, inclusive, a energia solar tem sido bastante utilizada para irrigação.

O uso da energia solar no campo é uma alternativa para quem deseja reduzir gastos, buscando uma atitude mais sustentável e de baixa manutenção. O sistema de irrigação por gotejamento, alimentado pela energia fotovoltaica, é indicado principalmente para os agricultores que não contam com eletricidade e que precisam irrigar pequenas lavouras. Neste artigo, vamos explicar como funciona esse sistema e qual a importância para a agricultura. Confira!

Qual a importância da energia solar para irrigação?

Com clima favorável e solo fértil, o Brasil é considerado um dos principais produtores de grãos do mundo. Mas algumas regiões do país sofrem com a falta de chuva e precisam da irrigação para garantir a produtividade na plantação. A eletricidade para o bombeamento é um dos principais entraves na hora do desenvolvimento dos projetos de irrigação.

Muitas vezes, a rede elétrica da concessionária não atende a todas as fazendas com potencial para lavoura e, por isso, a energia solar é uma das melhores alternativas para esses produtores. Em alguns casos, o custo para a extensão dessa rede é muito alto e fica inviável para o agricultor.

Por isso, o uso da energia fotovoltaica é recomendado para o acionamento de bombas e filtros de água usados em vários tipos de irrigação, principalmente para aspersão e gotejamento. A energia solar na agricultura está alcançando um patamar importante para a preservação do meio ambiente, além do seu potencial econômico e de eficiência.

Como funciona esse sistema?

A técnica de irrigação proporciona o desenvolvimento das plantações fora do seu ambiente original e permite o seu crescimento sem depender da água das chuvas. Dessa forma, esse sistema oferece plantas bem drenadas, com a quantidade correta de água, garantindo a qualidade dos alimentos.

Na maioria das vezes, as plantações têm um sistema de irrigação próprio e, inclusive, muitos reutilizam as águas da chuva para regar as plantas, canteiros e pastagens. Existem vários tipos de irrigação e os mais comuns são:

  • irrigação por aspersão: é caracterizada por pequenas subdivisões que garantem água para as plantas, mas consomem muita energia;
  • irrigação por gotejamento: é indicada para plantações pequenas, como de vegetais e de frutas, e que têm melhor aproveitamento da água;
  • irrigação por microaspersão: é mais eficaz que a aspersão, e esse sistema utiliza um cano instalado para duas plantas. O filtro deve ser bem implantado para evitar a entrada de insetos, que podem entupir o sistema.

A diferença entre o sistema de irrigação movido pela energia solar e os métodos tradicionais é que, para funcionar, ele dispensa o uso de combustíveis tóxicos, garantindo mais sustentabilidade para todo o processo.

Quais as principais vantagens do sistema de irrigação por energia solar?

A alta eficiência dos sistemas fotovoltaicos, a resistência e o baixo custo com manutenção são algumas das vantagens oferecidas pelo uso da energia solar na irrigação. Regiões agrícolas são propícias para a instalação dos painéis solares, já que eles podem ser posicionados em lugares livres no de sombreamento, garantindo maior eficiência na geração de eletricidade. A energia solar é considerada uma energia limpa e sustentável, diminuindo consideravelmente os níveis de poluição na atmosfera, principalmente de gases tóxicos.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

A redução dos custos também é um benefício importante do sistema de irrigação por meio da energia solar. Esse método pode ser utilizado tanto pelos pequenos produtores quanto pelos grandes, como uma opção de melhor custo, já que não faz uso de combustíveis fósseis, que apresentam preços mais elevados no mercado.

Quais são as perspectivas de crescimento da energia solar?

O número de instalações dos sistemas de energia solar no meio rural vem aumentando no Brasil. Em 2019, o mercado de energia fotovoltaica cresceu mais de 212%. Segundo a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, no referido ano, foram instalados mais de 110 mil sistemas de mini e microgeração. Ainda de acordo com a ANEEL, só no primeiro semestre de 2020, esse crescimento foi de mais de 130%, se comparado com o mesmo período do ano passado.

Por isso, a energia solar no Brasil tende a apresentar um crescimento significativo em 2020 e é considerada um ótimo investimento. A previsão é de que, ainda em 2020, o Brasil alcance mais de 174 mil sistemas fotovoltaicos ligados à rede e, em até 2024, a estimativa é de cerca de 887 mil sistemas no território brasileiro.

Um dos principais motivos para esse crescimento tem relação com os altos índices de irradiação solar no país, que proporcionam um bom desempenho dos sistemas de energia solar. Além disso, outros fatores contribuem para esse crescimento, como a crise hídrica, os incentivos do governo e as linhas de financiamento, que oferecem prazos para pagamento mais longos e juros mais baixos.

Por que investir em energia solar?

A produção da própria eletricidade é favorável para os consumidores, não somente àqueles que estão nas áreas rurais, mas também aos que desejam implantar esse tipo de sistema nas residências, em comércios e nas indústrias. Por isso, a tendência de crescimento desse setor no Brasil é um dos principais motivos para investir em energia solar.

Uma forma eficiente de entrar no mercado é por meio das franquias, que já são empreendimentos consolidados e representam uma maneira mais segura de negócio. Investir em franquias de energia solar é uma das alternativas mais vantajosas devido ao crescimento acelerado desse nicho de mercado.

Portanto, a energia solar para irrigação é uma das opções mais atraentes, principalmente, para os pequenos produtores rurais. Esse sistema oferece mais economia e sustentabilidade e garante a produtividade da plantação. Além disso, o mercado de energia fotovoltaica é um modelo de negócio rentável e promissor.

Quer saber mais sobre as franquias de energia solar? Entre em contato com a Solarprime e comece já o seu negócio!

Comments

comments