Se há um setor que está em constante crescimento, é o de energia renovável. Essa questão passou a ser ainda mais notada desde que os especialistas identificaram os inúmeros prejuízos que o atual sistema energético tem causado ao meio ambiente.

Nos últimos anos, os pesquisadores vêm alertando a indústria sobre a necessidade de investir em novos projetos e tecnologias capazes de fornecer uma energia limpa para a sociedade. Com essa atitude, seria possível reduzir significativamente as emissões de gases na atmosfera e evitar um desastre climático em nosso planeta.

Pensando nisso, que tal conhecer as principais tendências desse segmento? Para deixá-lo por dentro do assunto, selecionamos os projetos que prometem se destacar mundialmente no futuro. Confira!

1. Aumento da produção de energia solar

Por conta dos seus diversos recursos naturais, o Brasil é considerado um local com grandes possibilidades para a implantação de energia renováveis, conseguindo obter energia limpa por meio de inúmeras fontes seguras e alternativas.

Com isso, os brasileiros têm mais facilidade para se adaptar, incluir as fontes renováveis em suas matrizes elétricas e aproveitar ao máximo a potência dos recursos naturais disponíveis por aqui.

E tem mais! De acordo com um levantamento, realizado em 2017, pela Bloomberg New Energy Finance (BNEF), a estimativa é que, até o ano de 2040, sejam investidos um total de US$ 10,2 trilhões em fontes de energia.

Destes, US$ 7,4 trilhões serão investidos em novas usinas e 82% do montante será destinado exclusivamente à energia solar — e também eólica. A previsão é que, até essa data, tanto a energia solar quanto a eólica tenham uma representatividade de 35% no mercado, valor que hoje gira em torno de 5%. Interessante, não?

2. Redução na emissão de gases poluentes

Ainda segundo o relatório, daqui a 10 anos o mundo terá um aumento de um décimo em relação às emissões de CO² no setor de energia. Contudo, esse cenário pode mudar: até 2040, a emissão desses gases poluentes tende a diminuir 4%. 

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Embora seja positivo, esse não é o melhor dos percentuais para contornar o aumento do aquecimento global. Para que esse cenário realmente consiga ser combatido, seria preciso um investimento extra de US$ 5,3 trilhões em energias renováveis.

3. Crescimento do uso dos painéis fotovoltaicos

Desde 2009, o valor da energia solar de painéis fotovoltaicos caiu consideravelmente, representando apenas um quarto do que era há quase uma década.

Nos próximos 20 anos, a estimativa é que esse custo caia ainda mais — resultando em uma economia de até 66%. Por conta de tamanha acessibilidade, a utilização dos painéis solares fotovoltaicos será mais frequente nas residências, bem como nas empresas.

Para se ter uma ideia, somente na Austrália esse tipo de eletricidade estará presente em 24% das casas da população. No Brasil, o índice é um pouco menor, 20%, perdendo para os Estados Unidos, com 5%. De qualquer maneira, não há como negar que essa será uma mudança e tanto para a nossa sociedade e, principalmente, para o meio ambiente.

4. Financiamento para o setor de energia renovável

Aqui vai uma excelente notícia para os investidores: com o aumento da utilização de energias renováveis, é possível que haja uma forte tendência na criação de modelos de financiamento exclusivos para o consumidor que deseja produzir a sua própria energia renovável.

Apresentando juros mais baixos do que as linhas tradicionais, como aquelas focadas em equipamentos, esse financiamento promoverá um retorno mais ágil, com a finalidade de incentivar a implantação dessa tecnologia no comércio, indústrias, agronegócio, dentre outros setores.

Portanto, se você pensa em empreender nos próximos anos, talvez seja a hora de considerar a ideia de investir nessa alternativa. As pesquisas são favoráveis!

Gostou de conhecer as principais tendências de energia renovável para o futuro? Para continuar recebendo mais materiais como esse, assine já a nossa newsletter e fique por dentro de tudo!

Comments

comments