O sistema de energia solar é capaz de produzir eletricidade utilizando a luz do sol, uma energia limpa e infinita. Essa é a razão para que ele seja considerado altamente sustentável, o que contribui para a preservação do nosso ecossistema.

Além disso, investir em um sistema fotovoltaico representa uma grande economia na conta de luz. Ainda mais no Brasil, que tem uma das tarifas de energia mais caras do mundo. Mas é preciso prestar atenção a alguns pontos importantes antes de adquirir um sistema gerador de energia solar.

Neste post, vamos explicar a você o que deve ser considerado. Leia e informe-se!

Conheça os principais tipos de sistemas fotovoltaicos

Existem dois tipos de sistemas geradores de energia solar: on-grid (ou grid-tie) e off-grid. Cada um é indicado de acordo com a necessidade do cliente, a localização e a infraestrutura do imóvel. Entenda melhor como eles funcionam.

Sistema gerador de energia solar on-grid

Esse tipo de instalação é aquela que está conectada à rede por meio das placas fotovoltaicas e dos inversores interativos (on-grid). Quando o sistema de energia solar finaliza seu registro na concessionária que atende a região, ele já está automaticamente habilitado para receber créditos solares.

Funciona assim: o sistema produz energia, e esta é utilizada para abastecer toda a parte elétrica do imóvel durante o dia, e durante a noite a energia utilizada vem das concessionária.

Como ele produziu parte da energia de seu consumo, o proprietário recebe créditos, que são usados para abater o valor de sua conta de luz.

Caso a eletricidade gerada seja excedente a seu consumo mensal, esse vira créditos para usar em faturas posteriores ou em outro imóveis, e podem ser utilizados em até 5 anos.

Essa é uma ótima oportunidade de economizar ainda mais na conta de luz em meses nos quais há maior consumo de energia, como no verão por causa de aparelhos de ar-condicionado.

Essa é uma ótima oportunidade de economizar na conta de luz nos meses em que há maior consumo de energia, como no verão, por causa de aparelhos de ar-condicionado.

Uma grande vantagem desse sistema é que os créditos solares podem ser abatidos da conta de luz de imóveis que tenham a mesma titularidade e que sejam atendidos pela mesma concessionária de energia.

Vale ressaltar que, para conectar um sistema on-grid com a rede pública, é essencial a instalação de inversores interativos. Esse tipo de inversor funciona harmonizando e convertendo a energia gerada pelas placas solares em corrente contínua (CC), que será transformada em energia elétrica de corrente alternada (CA).

Sistema gerador de energia off-grid

O sistema gerador de energia solar off-grid apresenta um investimento inicial mais alto que o do on-grid, e a diferença é que ele não pode ser conectado à concessionária de energia. Por essa razão, é preciso ter equipamentos específicos, como baterias, para permitir sua autonomia e sustentabilidade.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Duas das principais aplicações desse sistema são fazer o bombeamento de água e eletrificar cercas de segurança. Quanto ao processo de produção energética, é o mesmo do on-grid. A única diferença fica por conta da forma de armazenamento da eletricidade.

Elas são fundamentais para que esse sistema não pare de funcionar em épocas com pouca irradiação solar, como vários dias nublados ou durante a noite.

A eventual sobra de energia produzida, em vez de ser injetada na rede da concessionária, é enviada ao conjunto de baterias. Então, deve haver o dimensionamento correto do sistema para definir a capacidade máxima de armazenamento das baterias.

Isso serve para assegurar que o sistema não passará por nenhuma interrupção, evitando que a unidade consumidora fique sem luz.

Saiba quais são os principais componentes do sistema

Basicamente, os painéis de sistemas geradores de energia solar são compostos de inversor, relógio bidirecional, string box e suas estruturas.

Os inversores são responsáveis por transformarem a energia solar que foi absorvida pelos módulos fotovoltaicos na eletricidade consumida pelos aparelhos das casas, empresas e indústrias.

Já os relógios bidirecionais servem para medir o volume de energia gerada e consumida, além de computarem o excedente que será injetado na rede da concessionária (on-grid) ou direcionado para as baterias (off-grid).

Por fim, uma string box serve para proteger o sistema, isolando e evitando tanto curtos-circuitos como outros problemas elétricos. Na maior parte das vezes, sua estrutura é em alumínio. É ela que fixa cada um dos painéis fotovoltaicos no telhado do imóvel ou no chão da área onde o sistema será instalado.

Avalie a garantia oferecida dos equipamentos

Os sistemas geradores de energia solar devem contar com garantias para todos os equipamentos instalados. Afinal de contas, esse é um investimento de longo prazo e você não pode correr o risco de ter problemas com as peças em um curto intervalo de tempo.

Veja quais as garantias que devem ser oferecidas:

  • placas fotovoltaicas: as garantias de mercado, normalmente, asseguram 90% da produção energética nos primeiros 15 anos e 80% em um período de até 25 anos. E garantia contra defeito de fabricação varia de 10 a 12 anos anos (vai depender da marca que escolher);
  • inversores de frequência: a cobertura dos seus componentes varia entre 5 e 10 anos para o modelo String, e vai de 15 a 25 anos para Microinversores;
  • estruturas de suporte: elas devem proporcionar a sustentação do sistema gerador de energia solar por, no mínimo, 25 anos. Os materiais mais adequados são o alumínio e o aço inoxidável, com garantia entre 10 e 25 anos;
  • mão de obra da instalação: além da garantia dos equipamentos, um bom fornecedor dá ao cliente de 2 a 5 anos de segurança em relação ao seu serviço de instalação de energia solar.
  • produção energética: apesar de serem minoria, existem empresas no mercado que oferecem garantia para a geração de energia solar. Portanto, caso o sistema fotovoltaico não atinja a produção descrita, você pode pedir que verifiquem se há algo de errado com o sistema. 

Como você pôde conferir com esta leitura, é preciso ter cuidado ao escolher o fornecedor que fará o dimensionamento, o planejamento e a instalação do seu sistema fotovoltaico. Pesquise e pergunte quais são os fabricantes das peças, pois a qualidade faz toda a diferença. Afinal de contas, quanto maior a durabilidade dos equipamentos e a eficiência dos módulos, melhor será o retorno do seu investimento.

Não é à toa que a Solarprime é a maior franquia de soluções em energia solar do Brasil. Levamos aos nossos clientes a melhor solução customizada às necessidades do seu imóvel. Trabalhamos somente com parceiros de alta qualidade e com um time de profissionais competentes, que fazem uma consultoria gratuita e especializada, a fim de analisar a viabilidade financeira e o potencial econômico do seu sistema de energia solar.

Quer ter acesso aos painéis solares com a maior garantia do mercado? Entre em contato conosco!

Comments

comments