A tecnologia está cada vez mais presente em nosso dia a dia. Ao pensarmos sobre as tecnologias do futuro, então, fica difícil não imaginar um mundo repleto de inovações capazes de transformar a nossa rotina e a maneira como vivemos, certo?

Para se ter uma ideia, nos últimos 10 anos vimos infinitas novidades, como o surgimento das redes sociais, o avanço dos smartphones, além de uma internet acessível. Mas você já se perguntou como será esse mercado nos próximos anos? Não há dúvida de que, muito antes do que imaginamos, serão criados dispositivos para revolucionar as interações entre as pessoas.

Quer saber mais sobre o assunto? Para o post de hoje, selecionamos as principais previsões dos especialistas sobre as tecnologias do futuro. Acompanhe a leitura!

Internet das Coisas

Você já ouviu falar no termo Internet das Coisas (IoT)? Se não, pare tudo o que está fazendo e preste atenção! Basicamente, esse conceito diz respeito a uma intensa mudança tecnológica com o objetivo de conectar objetos que utilizamos diariamente a uma rede internacional de computadores.

Ficou confuso? Então, vislumbre o seguinte cenário: imagine acordar um dia e, por meio do celular, programar o horário exato em que a sua cafeteira fará o seu café. Seria demais, não é mesmo?

A proposta é que, futuramente, o mundo real e o digital sejam um só e isso envolverá uma série de equipamentos, como os aparelhos domésticos, veículos e, inclusive, o nosso vestuário.

Apesar de parecer recente, tal ideia vem seguindo em pauta desde 1991, no mesmo período em que a internet se tornou popular. No entanto, foi somente em 1999 que o pesquisador britânico Kevin Ashton, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nomeou o conceito, publicando em 2009 um artigo sobre o assunto no RFID Journal.

Atualmente, diversas empresas estão investindo nesse segmento, como é o caso de Microsoft, LG, Panasonic e Samsung, e a previsão é de que, até 2020, 20 bilhões de dispositivos estejam conectados.

Melhoria do sistema fotovoltaico

O modo como utilizamos a energia elétrica também está mudando. Graças ao avanço tecnológico, muitas pessoas encontraram a possibilidade de gerar a sua própria energia — o que, sem dúvida, traz inúmeros benefícios ao meio ambiente.

Por essa razão, indivíduos e governos de vários países estão aprofundando seus estudos em busca de alternativas para tornar as energias renováveis mais acessíveis. Dentre as opções, podemos destacar a energia solar, presente constantemente em nossa vida. Para levar esse conceito às residências, são realizadas instalações por meio de um sistema fotovoltaico.

O que isso significa? Quando posicionados nos telhados das moradias, esses painéis absorvem a luz do sol, gerando energia elétrica e distribuindo essa força por toda a casa. Com isso, os moradores podem se beneficiar, utilizando a energia solar para ligar aparelhos domésticos e equipamentos elétricos, como TVs, computadores, lâmpadas, dentre outros.

Para o futuro, a estimativa é utilizar os chamados materiais solares transparentes. Esses nada mais são do que placas que podem ser instaladas nas janelas de uma construção com a finalidade de intensificar a conversão de energia.

Quais são os próximos passos?

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual do Michigan (EUA), se o material for utilizado por toda a população, junto aos telhados solares, será possível atender toda a demanda de energia elétrica dos Estados Unidos. O resultado? Maior economia de energia, menos gastos e, claro, uma excelente redução do uso de combustíveis fósseis.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Carros do futuro

Os motoristas já podem comemorar: há inúmeras novidades que prometem revolucionar as ruas. No entanto, até lá, será necessário aprimorar diversos segmentos, como a segurança dos veículos e a regulamentação dessas mudanças perante os governos.

De todas as inovações, as mais populares são os carros autônomos ou, em outras palavras, veículos que dirigem sozinhos, sem a intervenção de um motorista. Na verdade, esses automóveis já são realidade: em 2015, o Google lançou algumas versões que circularam por poucos quilômetros na região da Califórnia.

Esses modelos apresentavam volantes, pedais de freio e aceleradores removíveis, bem como para-brisa flexível e uma frente de espuma, para evitar grandes estragos, caso houvesse acidentes.

E para os próximos anos?

De olho no futuro, grandes empresas do ramo já estão apostando as suas fichas para intensificar o desenvolvimento da ideia. Por enquanto, os modelos testados nas ruas ainda precisam de melhorias, já que ainda têm causado pequenos acidentes.

Por outro lado, os carros elétricos estão, aos poucos, ganhando espaço nas ruas. Essa é, sem dúvida, a grande aposta para reduzir a emissão de gases prejudiciais à atmosfera. Modernos, os modelos têm emissão quase zero de poluentes e podem ser recarregados por meio de uma bomba elétrica doméstica.

Por falta de recursos, há ainda poucas opções para quem deseja comprar um carro elétrico no Brasil. Já no mundo, a venda de veículos híbridos e elétricos atingiu o número de 3 milhões, só em 2017.

Impressora 3D

Provavelmente, você já ouviu falar sobre a famosa impressora 3D, certo? Quando conectada ao computador, essa máquina incrível é capaz de produzir diversos projetos tridimensionais.

Esses equipamentos utilizam o plástico para a impressão dos objetos, mas a expectativa é que, em alguns anos, outros componentes possam ser utilizados, como a borracha, por exemplo. Para entender melhor: com essa impressora, é possível criar um desenho ou projeto, mandá-lo para a impressão e, pronto!

Em poucos minutos, o objeto já está em mãos. Não é demais? Muitos pesquisadores e especialistas já enxergaram o potencial dessa inovação. Em um futuro próximo, estima-se que muitas casas tenham uma impressora 3D e possam produzir os seus próprios bens de consumo personalizados.

Isso fará com que as grandes marcas passem por um processo de transformação, reciclagem e desenvolvam produtos ainda mais atrativos para manter as suas vendas. Agora, você deve estar se perguntando “o que será possível criar com uma impressora tridimensional”? Veja abaixo alguns exemplos:

  • vestuário: roupas e sapatos sob medida;
  • itens em borracha, vidro e metal: carros, celulares e casas;
  • tecidos humanos: vasos sanguíneos, rins e orelhas, usando células no lugar de tinta.

De qualquer modo, como vimos, todas essas inovações carregam o objetivo de oferecer maior praticidade para a nossa rotina e, até mesmo, proporcionar muito mais qualidade de vida para a população.

As tecnologias do futuro são realmente impressionantes! Ficou interessado no tema e quer continuar por dentro de mais conteúdos como este? Siga as nossas páginas no Facebook e Instagram e não perca nenhuma novidade!

Comments

comments