No mercado brasileiro de capitais, as opções de investimento têm sido cada vez mais amplas. Portanto, não podemos falar que existem investimentos melhores que outros, mas sim tipos de investidores para cada opção de capitalização.

Dessa forma, devemos aprender a adequar com cautela o tipo de aplicação feita com o perfil que nos encaixamos, para que não haja decisões ruins e prejuízos.

Afinal, a falta de conhecimento desse aspecto leva muitas pessoas a se desmotivarem e deixarem de lado algo tão importante para sua vida econômica.

Para que isso não aconteça com você, confira a seguir como se definir no mercado financeiro e obter destaque. Boa leitura!

O que é um perfil de investidor?

O perfil de um investidor nada mais é do que um padrão montado de acordo com as características da pessoa. Ele também envolve sua flexibilidade em onde colocar o capital, considerando os riscos que cada negócio oferece.

Sendo assim, o que vai definir o investidor é o fato de como vai lidar com o grau de incerteza que um investimento apresenta, em relação ao retorno financeiro que pode gerar a curto, médio ou longo prazo.

Ou seja, temos que ter em mente que esse ROI será sempre proporcional ao quão arriscada é a operação. A partir disso, podemos definir qual dos tipos de investidores seremos.

Por que é fundamental entender o seu tipo de investimento?

Mais do que definir a margem de lucro obtida com o investimento, saber qual tipo de investidor você quer ser é fundamental para aprender como agir no mercado financeiro.

Ou seja, ao entender as características de cada perfil, você compreenderá o que combina com a sua própria personalidade e terá uma ideia dos requisitos necessários para ter sucesso.

Por exemplo, se você é uma pessoa de perfil mais calmo, que gosta de segurança, provavelmente as oscilações de ações na Bolsa de valores não serão interessantes.

Porém, se você é o tipo de pessoa que gosta de se arriscar para obter um lucro alto e mais rápido, esse tipo de investimento pode ser o ideal para você. Porém, a partir disso, você deverá se preparar para lidar com suas particularidades.

Dessa forma, seja contando com pessoas especialistas ou estudando o mercado, você saberá como tomar cada decisão para alcançar o sucesso almejado.

Quais são os tipos de investidores?

 Agora que você sabe o que é o perfil de um investidor e por que é fundamental entender seus tipos, conheça alguns dos principais modelos de quem faz aplicações financeiras.

1. Conservador

Esse é o tipo de pessoa que preza pela preservação de seus recursos acima de qualquer coisa, sem correr nenhum risco na aplicação e valorização do dinheiro. Ou seja, apresenta uma maneira mais segura e tranquila de ver o investimento rendendo, sem comprometer o patrimônio.

No entanto, exatamente por ser de baixo risco, no investimento conservador o tempo para ter um bom retorno das quantias aplicadas costuma ser de longo prazo — cerca de 10 anos ou mais. Além disso, também apresenta pouca liquidez e nenhuma perda.

Por isso, quem tem perfil conservador costuma aderir aos fundos de renda fixa, como:

  • Tesouro Direto;
  • CDB — Certificado de Depósito Bancário;
  • LCI e LCA — Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio.

2. Moderado

Esse perfil é classificado como uma pessoa que aceita assumir riscos um pouco maiores, em busca de uma liquidez avantajada e que dê um retorno mais rápido, em comparação ao perfil conservador. Ou seja, seu ROI é de médio prazo — cerca de 3 a 10 anos.

Além disso, esse investidor tende a equilibrar as aplicações com medidas conservadoras para também garantir seu orçamento.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

Como ele já tem um patrimônio para diversificar as aplicações, costuma colocar capital em ações, fundos multimercados e debêntures. Assim, consegue formar uma carteira mais volátil e com chances de ganhos mais rápidos.

3. Agressivo ou arrojado

 Esse tipo de pessoa assume totalmente os riscos que a Bolsa oferece, pois o seu foco é uma alta rentabilidade no menor espaço de tempo possível. Ou seja, ela busca um retorno a curto prazo — de dias até cerca de 3 anos.

Além disso, ela tem consciência da oscilação constante dos mercados e joga com isso para obter lucros maiores em suas variações, podendo ganhar tanto com a tendência de alta quanto com a de queda.

Porém, para fazer operações desse nível, é necessário ter um bom conhecimento de todo o sistema. Por isso, esse perfil precisa estudar o mercado, acompanhá-lo constantemente e contar com especialistas na área, que possam fazer operações e lhe dar conselhos.

De forma geral, ele é avesso ao conservadorismo de capital. Assim, geralmente opta por colocar seu dinheiro em derivativos ou mercado a termo.

Como saber qual é o seu perfil?

Para saber em qual tipo de investidor você se encaixa, é preciso primeiro ter autoconhecimento. Ou seja, definir:

  • suas ambições;
  • situação financeira atual e o que almeja à frente;
  • quanto está disposto a arriscar;
  • quanto tempo e trabalho pretende gastar cuidando do investimento.

Outro ponto essencial é compreender o nível de conhecimento que você tem sobre o mercado financeiro.

Ou seja, entender o quanto você domina sobre o assunto e como vai lidar com ganhos e perdas. Aliás, isso se aplica, inclusive, se for contratar um especialista para agir em seu nome. Afinal, você precisa, pelo menos, saber se ele está atuando da forma correta com seus recursos.

Além disso, é fundamental estabelecer uma porcentagem do quanto vai dispor do patrimônio mensalmente e quais são os objetivos com determinada aplicação.

É possível se tornar outro tipo de investidor?

Não existe um tipo de investidor melhor que o outro. Afinal, cada perfil se relaciona muito com o tipo de pessoa, além de suas expectativas e possibilidades financeiras.

Por isso, é perfeitamente natural que alguém queira mudar os tipos de investimento, seja por necessidade de maiores lucros ou para controlar seu capital.

Por exemplo, alguém que arriscou muito na bolsa de valores, pode precisar mudar para um investimento menos arriscado, a fim de preservar seu patrimônio. Ou então, alguém quer começar a lucrar mais rápido e se vê com capital para isso. Dessa forma, pode estar propenso a investir em algo mais arriscado.

Independentemente da situação, o que pode guiar suas decisões são exatamente as condições disponíveis ao seu alcance para executar o investimento.

Além disso, mesmo para um perfil mais arrojado, a dica é não apostar todos os seus recursos em um negócio só.

Ou seja, você pode querer investir apenas na Bolsa de Valores. Porém, dentro dela, vale a pena aplicar recursos em diferentes empresas e segmentos. Assim, você não dependerá do sucesso de apenas uma organização e não correrá o risco de ser prejudicado, caso um setor inteiro entre em crise.

Sendo assim, você pode variar, investindo em:

Agora que você viu o quanto é importante saber sobre os tipos de investidores, pode definir o seu perfil para começar a investir. Dessa forma, seja na Bolsa de Valores ou em uma franquia, você conseguirá determinar maiores lucros, formar um bom patrimônio e investir em uma vida mais sustentável.

Quer saber mais sobre investimentos no mercado financeiro? Curta nossa página no Facebook!

Comments

comments