A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) inaugurou neste mês a primeira parte de uma usina de energia solar. Localizada no campus de Campinas (SP), ela tem capacidade para abastecer um bairro de até 450 casas durante um período de 12 meses, o que pode gerar uma economia na conta de luz de até R$ 2 milhões a cada ano. Atualmente, a Unicamp gasta mais de R$25 milhões anuais com a fatura de energia.

Ao total, são dez sistemas fotovoltaicos instalados, em telhados dos prédios do campus e também no solo, para que os alunos e visitantes da universidade possam ter contato direto com os painéis solares.

Além de gerar economia, a energia fotovoltaica gerada também servirá como base de dados para as pesquisas desenvolvidas na instituição pelos alunos, e para a formação de mão de obra voltada para o ramo de energia elétrica.

Investimento

O projeto teve um investimento total de R$ 10 milhões, divididos entre R$ 2 milhões da própria universidade e o restante proveniente da CPFL Paulista. Essa iniciativa faz parte de um projeto da Aneel e poderá ser levará para outras universidades públicas no futuro.

e-book gratuitoPowered by Rock Convert

De acordo com Luiz Carlos Pereira da Silva, coordenador do projeto Campus Sustentável, a ideia é criar um tipo de campus sustentável que possa ter o modelo replicado em outras instituições de ensino e até mesmo cidades.

Geração

Segundo Carlos Zamboni Neto, presidente da CPFL Paulista, os painéis da usina fotovoltaica terão capacidade de produção de 534 KWP (quilowatt-pico), valor suficiente para gerar 1 milhão de KW/h num período de 1 ano. Ainda segundo Zamboni, o empreendimento deverá ajudar na alteração da regulação, geração distribuída e no cenário econômico energético.

Fonte: G1

Comments

comments